Visite a página da Tecar no Facebook
Veja os vídeos da Tecar no Youtube

Tecar Fiat - DF - Notícias


Fiat Brasil elevará exportações para o México em 2013
22/01/2013

A Fiat brasileira elevará fortemente os embarques de veículos para o México em 2013. Isso porque modelos fabricados em Betim, MG, estão em processo de lançamento naquele mercado, como forma de a empresa aproveitar melhor os benefícios do acordo bilateral automotivo – ainda que sob o regime de cotas também neste ano, assim como em 2014 – e elevar as vendas naquele mercado da América do Norte, hoje muito pequenas.

Em praticamente todo o ano passado a gama Fiat importada do Brasil vendida no México compreendia apenas a picape Strada, lançada por lá ainda em 2009. Em outubro, porém, o modelo ganhou a companhia da Palio Weekend Adventure e, neste janeiro, também do Palio. Nas próximas semanas o trio terá o reforço ainda do Uno.

Os quatro modelos entrarão no México sem imposto de importação, desde que respeitada a cota anual a que a Fiat tem direito. O Palio também é produzido na Argentina, que poderá ser responsável por sua oferta, vez que sua entrada ali igualmente ocorre sem recolhimento do imposto graças ao recente rearranjo do acordo bilateral México-Argentina, que assim como no Brasil passou a ser regido por cotas. Em dezembro a Fiat ainda lançou no México o Punto, mas apenas na versão duas portas, importada da Itália.

Com isso a oferta Fiat naquele país dobrará este ano. Em 2012 a gama total oferecida compreendia apenas três modelos, os locais 500 e Panda e a Strada. Já neste início de 2013 serão seis: 500, Palio, Palio Weekend Adventure, Punto 2p, Strada e Uno.

A Fiat brasileira iniciou exportações ao México em 2003, com a família Palio. Na época, como parte de acordo global com a General Motors, os modelos eram vendidos na rede da parceira estadunidense. No fim de 2006 a operação foi reiniciada em parceria com o Grupo SKBC, seu novo representante oficial: além da família Palio embarcava o Stilo. Em 2007 foram enviadas unidades da Idea Adventure e em 2009 a gama se reduziu a Palio Weekend, Siena e Strada e, desde então, encolheu gradativamente até sobrar só a picape leve.

A nova empreitada busca elevar os números de vendas da marca Fiat no México, hoje bem discretos. De acordo com dados da Amia, a Anfavea local, foram comercializados de janeiro a outubro de 2012 – último dado disponível – apenas 4 mil Fiat ali, ainda assim um aumento de 126% ante mesmo período de 2011. Como referência a Nissan, líder de mercado, vendeu no mesmo comparativo 195 mil unidades, seguida por General Motors, 147 mil, e Volkswagen, 107 mil.

A estratégia de mercado e preço da Fiat no México será um pouco diferente daquela adotada no Brasil. O Uno representará papel de modelo de entrada, a cerca de 160 mil pesos, enquanto o 500, por ser produzido localmente, custará tanto quanto um Palio, cerca de 190 mil pesos na versão de entrada, Pop. O mesmo valor será cobrado pela Strada Trekking, que sobe para 240 mil pesos em sua versão Adventure. A Palio Weekend Adventure terá preço estabelecido na faixa de 250 mil pesos e o Punto 2p 267 mil.

Fonte: Agência Auto Data


<< Voltar >>